Os juros futuros fecharam o mês de setembro e o terceiro trimestre perto dos ajustes da última sexta-feira. As taxas oscilaram ao redor da estabilidade durante todo o dia, esboçando um movimento de queda na última hora da sessão regular desta segunda-feira, quando o dólar passou a cair. A virada da moeda levou alguns contratos para as mínimas, mas no fechamento as taxas voltavam a andar de lado, na medida em que o recuo da moeda americana posteriormente também perdeu fôlego. Dada a agenda e noticiário sem destaques, o mercado ficou em compasso de espera pelos eventos da semana. Internamente, a expectativa é pela votação da reforma da Previdência em primeiro turno Senado nesta terça e, na quarta, pelo fim do julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) da ação que pode anular sentenças já definidas em condenações da Operação Lava Jato. Lá fora, o destaque é o relatório de emprego norte-americano, mas só na sexta-feira.

A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2021 fechou com taxa de 4,950% (mínima), de 4,959% no ajuste de sexta-feira, e a do DI para janeiro de 2023 encerrou em 6,05%, de 6,061% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2025 terminou com taxa de 6,67%, de 6,661%.

O câmbio bem comportado, o viés positivo do quadro externo e, nos fundamentos, a perspectiva favorável para os cenários de inflação e Selic ajudaram a ancorar as taxas, enquanto o mercado aguarda os próximos dias. A pesquisa Focus trouxe mudanças marginais na mediana para o IPCA, enquanto as de Selic foram atualizadas para um quadro já contemplado na curva de juros desde a semana passada. A mediana para este ano foi de 5,00% para 4,75% ao ano, mas para a taxa no fim de 2020 permaneceu em 5,00% ao ano. No caso de 2021, a projeção foi de 6,75% para 6,50% e no fim de 2022 seguiu em 7,00%.

A partir de terça, as atenções começam a se voltar a Brasília. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), assegurou que há acordo entre os líderes para que a Previdência seja o único item da pauta nesta terça-feira e, com isso, haja maior celeridade no processo. A ideia é votar o texto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) pela manhã e no plenário à tarde e à noite.

A aprovação do texto já está precificada. “Espera-se a aprovação na íntegra do parecer do senador”, afirma relatório da Necton Investimentos, sobre o texto do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

A movimentação foi fraca nesta segunda-feira, mas no trimestre a curva teve forte alívio de prêmios. Como efeito de comparação, no fim do segundo semestre, no dia 29 de junho, o DI para janeiro de 2021 fechou em 5,88%, mais de 1 ponto porcentual acima da taxa de hoje, de 4,96%. O DI para janeiro de 2023, que naquela data estava em 6,66%, recuou 61 pontos-base, e o DI para janeiro de 2025, que havia fechado o segundo trimestre em 7,15%, caiu quase 50 pontos nos últimos três meses.