O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, descartou nesta sexta-feira, 12, o retorno da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira). Questionado por jornalistas sobre se o imposto retornaria, Levy foi enfático: “Não há perspectiva”. O ministro foi também perguntado se a volta da contribuição estaria sendo cogitada, ao que ele voltou a responder: “Eu não estou cogitando”.