A inflação percebida pelas famílias brasileiras de baixa renda subiu 0,56% em novembro, após um resultado de 0,46% em outubro, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1) divulgado na manhã desta sexta-feira, 12, pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

O indicador é usado para mensurar o impacto da movimentação de preços entre famílias com renda mensal entre 1 e 2,5 salários mínimos. Com o resultado, o índice acumula altas de 5,56% no ano e de 6,15% em 12 meses.