O governo federal vai antecipar para abril o pagamento da primeira parcela do 13.° salário de aposentados e pensionistas do INSS dentro do pacote de medidas para tentar conter as perdas econômicas da pandemia de coronavírus. O anúncio foi feito na noite de quinta-feira (12), após uma série de reuniões do Ministério da Economia com o Palácio do Planalto. No total, R$ 23 bilhões serão destinados para o pagamento antecipado da parcela equivalente à metade do 13.°.

Outra medida anunciada pelo governo federal é a suspensão por 120 dias da prova de vida dos beneficiários do INSS. O objetivo é evitar aglomeração de pessoas e, consequentemente, o contágio, principalmente entre idosos, público mais exposto à doença. O Conselho Nacional da Previdência Social também vai avaliar a proposta de redução dos juros para empréstimos consignados para beneficiários do INSS.

LEIA MAIS – Organizadores cancelam manifestações pró-Bolsonaro marcadas para domingo

Os ministérios da Economia e Saúde também vão montar uma lista de produtos médicos/hospitalares importados que terão preferência tarifária para que não haja problemas de abastecimento. Em Curitiba, por exemplo, produtos como máscaras cirúrgicas e álcool gel não são encontrados em diversas farmácias e lojas especializadas.

 “As ações são dedicadas especialmente a parcela da população mais vulnerável à pandemia”, de acordo com nota divulgada pelo governo federal.

Monitoramento

O ministério  também formou um grupo para monitorar os impactos do coronavírus na economia. As determinações deste grupo serão baseadas nas decisões do Ministério da Saúde, com a aprovação do presidente Jair Bolsonaro.