O INSS anunciou nesta sexta (19) a prorrogação do atendimento remoto aos segurados. As agências, que reabririam na próxima segunda-feira (22), ficarão fechadas até 10 de julho. A portaria, que será publicada no “Diário Oficial da União” da próxima segunda-feira (22), prevê o retorno gradual do atendimento presencial nas agências no dia 13 de julho.

Serão priorizados, nesta primeira fase, serviços de perícia médica, avaliação social, cumprimento de exigência, justificação administrativa e reabilitação profissional. Para qualquer um destes serviços, o segurado deve realizar o agendamento pelo Meu INSS (site e aplicativo) ou pelo telefone 135. Sem agendamento, não haverá atendimento.

As agências do INSS estão com as portas fechadas, oficialmente, desde 23 de março devido à quarentena implantada para conter a pandemia do novo coronavírus. Em São Paulo, as unidades estão fechadas desde 19 de março.

Enquanto o atendimento presencial não é retomado, segurados devem solicitar os serviços pelo Meu INSS (site e aplicativo) e telefone 135. As datas de requerimento de quem pedir um benefício, como aposentadoria, estão preservadas, permitindo que os segurados recebam todos os valores atrasados.

AGÊNCIAS FECHADAS | COMO SER ATENDIDO PELA INTERNET

O portal Meu INSS está disponível no site meu.inss.gov.br ou por aplicativo para Android e IOS O acesso é feito por meio do Login Único do Governo Federal

Caso já tenha uma senha, clique em “Entrar”

Se não tem senha

Escolha a opção para cadastrar uma senha

Digite seu CPF, nome completo, telefone e e-mail no formulário

Clique em “Eu não sou um robô” e aceite os termos de uso

Responda as perguntas corretamente

Com esse Login Único o usuário terá acesso não só ao Meu INSS como a todos os serviços públicos digitais do Governo Federal

Serviços disponíveis no Meu INSS

O INSS tem praticamente todos os serviços disponíveis no Meu INSS. Veja alguns deles:

Pedido e acompanhamento do pedido de aposentadorias, benefício assistencial e pensão por morte

Pedido e acompanhamento do salário maternidade urbano

Acesso ao Cnis (extrato previdenciário)

Acesso ao extrato de empréstimo consignado

Acesso ao extrato para Imposto de Renda

Acesso à carta de concessão do benefício

Agendamento e resultado de perícia médica

Consulta à revisão de benefício – artigo 29

Pedido de recurso de benefício por incapacidade

Pedido de revisão do benefício

Pedido de cessação de benefício por óbito

Cadastro ou renovação de representante legal

Atualização de dados cadastrais do beneficiário

Solicitação de pagamento de benefício não recebido

Bloqueio/desbloqueio do benefício para empréstimo

Acesso à certidão para saque de PIS/PASEP/FGTS

Solicitação de exclusão de empréstimo consignado

Cadastro de pensão alimentícia

Cálculo de contribuição em atraso, emissão e/ou cálculo de GPS

Atualização de dados cadastrais

Documentos

Os documentos necessários para o requerimento dependem de cada serviço ou benefício

No geral, o segurado precisa dos documentos pessoais e carteira de trabalho

Além deles, cada benefício pode ter um documento específico, como certidão de nascimento da criança, no caso de salário maternidade, e atestado de óbito, na pensão por morte

Como incluir os documentos

Antes de acessar o sistema para protocolar os requerimentos, organize e digitalize toda a documentação, pois o sistema expira ao ficar inativo por algum tempo

A documentação deve estar no formato de arquivo PDF. Se o documento não for o original, a cópia precisa estar autenticada. Digitalize os documentos seguindo a ordem informada pelo INSS para o benefício que será solicitado Sempre que possível, o segurado deve digitalizar os documentos em um arquivo único, para que o atendente não tenha que baixar cada um deles, facilitando a análise. O anexo não pode ultrapassar o tamanho de 30 MB

Para acompanhar o pedido, o segurado pode clicar em “Agendamento/Solicitações”

Esse é o primeiro item da seção de serviços sem senha, em destaque na tela que aparece para o usuário que entra no site

Fonte: Secretaria da Previdência Social, do Ministério da Economia