enkontra.com
Fechar busca

Economia

Inflação já acumula alta de 6,27%

  • Por Agência Estado

São Paulo – A inflação apurada pelo Índice Geral de Preços do Mercado manteve sua tendência de queda e recuou novamente em março, mas ainda ficou acima das estimativas de analistas de mercado. Em março, índice subiu 1,53% ante uma elevação de 2,28% em fevereiro, segundo informações divulgadas pela Associação Nacional das Instituições do Mercado Aberto (Andima) nesta quinta-feira. Analistas estavam prevendo um recuo para cerca de 1,4% neste mês.

O IGP-M, que é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), acumula alta de 6,27% no ano e de 32,48% nos últimos 12 meses. Com peso de 60%, o Índice de Preços por Atacado (IPA) teve uma alta de 1,72%, comparado a uma variação 2,64% em fevereiro.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que representa 30% do índice, desacelerou para 1,10% em março, após alta de 1,62% no mês anterior. O Índice Nacional do Custo de Construção (INCC) registrou alta de 1,38% depois de subir 1,60% em fevereiro.

Fipe

O coordenador da Pesquisa de Preços ao Consumidor da Fipe, Heron do Carmo, revisou ontem para cima a sua previsão de inflação para março – de 0,60% para 0 70%. Segundo Heron, a revisão foi forçada pelo aumento dos remédios e produtos farmacêuticos, que subiram em média 2,74% ante uma variação de 1,03% na quadrissemana anterior. A alta ocorreu depois da liberação dos preços de alguns medicamentos pelo governo. Os que mais subiram foram os antiinflamatórios, com reajuste de 3,90%, e antiinfecciosos, com alta de 2,74%.

Já o núcleo do IPC-Fipe, considerado um indicador melhor por dispensar os preços dos combustíveis, vestuários e administrados, voltou a oscilar acima da taxa de inflação corrente pela segunda vez consecutiva.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas