O índice de sentimento econômico da zona do euro, que mede a confiança de setores corporativos e dos consumidores, subiu de 114,6 em novembro para 116 em dezembro, atingindo o maior nível desde outubro de 2000, segundo dados publicados hoje pela Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia. O resultado veio bem acima da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam leve avanço do indicador a 114,8.

Apenas a confiança do consumidor avançou de estável em novembro para +0,5 em dezembro, vindo em linha com a projeção do mercado, enquanto a da indústria melhorou de +8,1 para +9,1, nível recorde que superou o consenso do mercado de +8,4, e a do segmento de serviços aumentou de +16,4 para +18,4.

Já o índice de clima das empresas do bloco europeu subiu de +1,49 em novembro para +1,66 em dezembro, também patamar recorde. Fonte: Dow Jones Newswires.