A inadimplência ao consumidor subiu 0,3% em junho ante maio, na série com ajuste sazonal, de acordo com pesquisa da Boa Vista SCPC. Na comparação com junho do ano passado, o avanço foi de 1,2%. Já no acumulado em 12 meses até junho, ante igual intervalo de 2014, a inadimplência subiu 1,5%.

Segundo os economistas da Boa Vista, mesmo com a piora de diversos indicadores macroeconômicos nos últimos meses, como o aumento da desocupação no mercado de trabalho e elevação dos juros e tributos, o consumidor se mantém cauteloso e isso contribui para que ainda não seja observada uma maior deterioração na inadimplência das famílias. Com isso, a empresa estima que o indicador encerre 2015 com crescimento em torno de 3,0%.

Na análise geográfica, todas as regiões apresentaram queda da inadimplência na margem, exceto o Sudeste, onde os números registraram alta de 1,9%. No Norte houve retração de 3,4%, seguido do Centro-Oeste (-1,8%), Nordeste (-1,2%) e Sul (-1,2%).

Considerando apenas o setor varejista, a inadimplência avançou 1,9% em junho ante maio no âmbito nacional. Na comparação com junho do ano passado houve queda de 0,5%. E no acumulado em 12 meses ante igual intervalo de 2014 a retração é de 9,2%.

O indicador de inadimplência do consumidor é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas informados à Boa Vista pelas empresas credoras. As séries têm como ano base a média de 2011=100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal.