Quem quer está iniciando a vida profissional ou deseja mudar de carreira pode conseguir a oportunidade no mercado imobiliário. Como o setor se encontra aquecido, as empresas que lidam com a compra e venda de propriedades necessitam cada vez mais de corretores de imóveis.

A preferência é por profissionais que já atuam na área. No entanto, como a demanda atinge um patamar muito maior, as imobiliárias estão recrutando e treinando pessoas para trabalhar no segmento.

A Galvão Planejamento Imobiliário e Vendas, por exemplo, está selecionando 150 corretores de imóveis para o primeiro semestre deste ano. Somente em 2010 a empresa possui a contratação de 30 lançamentos de empreendimentos e quer ampliar seu quadro de funcionários por causa disto.

“A seleção possui dois momentos: a reposição, que é constante, e a ampliação. Estamos em um momento de expansão. Precisamos de pelo menos mais 100 corretores, que vão trabalhar com os 250 que já estão com a gente”, explica Gerson Carlos da Silva, diretor da empresa. O mesmo acontece com outras imobiliárias de Curitiba, que vive um ótimo momento no mercado imobiliário.

O corretor de imóveis recebe comissões e também premiações por metas alcançadas. Ele trabalha, além da venda, com a captação de imóveis potenciais. Um profissional que tem um ótimo desempenho pode ganhar entre R$ 10 mil e R$ 15 mil por mês.

O interessado, para trabalhar nesta área, precisa ter o curso de Técnico de Transações Imobiliárias e registro no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci).

“A pessoa que se candidata a uma vaga de corretor deve possuir disponibilidade de tempo, ser educada e saber lidar com o cliente. É importante também a formação com outros cursos, como marketing pessoal, oratória e vendas. Deve estar atualizada e ter um bom conhecimento sobre o mercado imobiliário. Esta é uma profissão que a pessoa precisa ter vontade de crescer e o dom da venda”, afirma Roberto Gonzaga, diretor executivo da Administradora de Imóveis Gonzaga.

O aquecimento do mercado imobiliário trouxe mudanças nas empresas, que não contam mais apenas com corretores de imóveis. Há uma série de cargos que também possuem bons rendimentos.

“Hoje é possível entrar para fazer carreira, inclusive em outras funções que não sejam a de corretor, como no atendimento. Temos muitos casos de profissionais de outras áreas, com curso superior, que iniciaram como corretores e hoje estão como gerentes. É uma carreira que atende aos mais diversos perfis. Quanto à faixa etária então, nem se fala”, comenta Luiz Augusto Brenner Rose, diretor de atendimento da Lopes Consultoria de Imóveis.