O ingresso de Investimentos de Estrangeiros Diretos (IED) em janeiro alcançou US$ 3,703 bilhões, informou o Banco Central. O resultado ficou abaixo da expectativa do BC que projetava um ingresso de US$ 4,5 bilhões de IED no mês. Em 12 meses até janeiro, o fluxo de IED caiu para US$ 63,57 bilhões (2,80% do PIB). O resultado mostra uma piora em relação a dezembro, quando ingressaram no País US$ 5,358 bilhões. O valor é menor também do que a entrada de US$ 5,4 bilhões de IED verificada em janeiro do ano passado.

O resultado do IED em janeiro ficou abaixo do piso das estimativas coletadas pelo AE Projeções, que iam de US$ 4 bilhões a US$ 5,6 bilhões, com mediana de US$ 4,650 bilhões.

O investimento estrangeiro em títulos de renda fixa negociados no País somou US$ 398 milhões em janeiro. No mesmo mês de 2012, o resultado havia sido positivo em US$ 555 milhões. O investimento em títulos negociados no exterior ficou negativo em US$ 25 milhões em janeiro de 2013. No mesmo período do ano passado, essas aplicações ficaram positivas em US$ 81 milhões.

Já o investimento estrangeiro em ações brasileiras ficou positivo em US$ 3,316 bilhões em janeiro, abaixo dos US$ 4,294 bilhões para o mesmo período do ano passado. As aplicações em papéis negociados no País somaram US$ 3,323 bilhões em janeiro de 2013. Em relação aos papéis negociados no exterior, o investimento estrangeiro ficou negativo em US$ 7 milhões no mês passado.