O comércio varejista ampliado, que inclui as atividades de veículos, motos, partes e peças e material de construção, registrou queda nas vendas de 6,0% em julho ante junho, segundo divulgou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com julho do ano passado, houve aumento de 0,9%. No ano, o varejo ampliado acumula alta de 3,4% e, em 12 meses, de 3,8%.

O segmento de veículos, motos, partes e peças registrou queda de 10,4% em julho ante junho e recuo de 4,9% em relação a julho de 2008. Já o segmento de material de construção registrou redução nas vendas de 1,3% ante o mês anterior e de 12,5% na comparação com igual mês do ano passado.

Das 10 atividades do varejo pesquisadas pelo IBGE, quatro registraram alta nas vendas em julho ante junho: livros, jornais, revistas e papelaria (4,2%); artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (3,8%); móveis e eletrodomésticos (1,9%) e hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,8%).

As variações negativas ante o mês anterior foram apuradas em outros artigos de uso pessoal e doméstico (-0,8%); combustíveis e lubrificantes (-1,3%); material de construção (-1,3%); tecidos, vestuário e calçados (-3,9%); equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-4,2%) e veículos e motos, partes e peças (-10,4%).