A demanda do governo por serviços fez o segmento registrar crescimento de 25,1% no Distrito Federal em dezembro de 2013 em relação ao mesmo mês do ano anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “No Distrito Federal, a influência do governo como demandante de diversos tipos de serviços explica que a região tenha apresentado taxa bastante acentuada”, lembrou Nilo Lopes, técnico da Coordenação de Serviços e Comércio do IBGE.

No entanto, a principal contribuição para o crescimento de 8,4% dos serviços no total nacional em dezembro partiu de São Paulo. O setor cresceu 10,1% no Estado. Como resultado, São Paulo teve 52,7% de participação relativa na taxa geral, uma contribuição de 4,4 ponto porcentual. “Embora o Distrito Federal tenha apresentado uma variação grande, São Paulo representa mais de 50% da taxa do setor de serviços no Brasil”, explicou Lopes.

As demais taxas de crescimento significativas verificadas no setor de serviços em dezembro foram de Santa Catarina (12,6%), Rondônia (12,5%), Goiás (11,4%) e Tocantins (10,7%). Por outro lado, o segmento encolheu em quatro Estados do País em dezembro, em relação ao mesmo mês do ano anterior: Roraima (-4,9%), Amapá (-4,0%), Sergipe (-3,7%) e Mato Grosso (-1,1%).