O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje a projeção de safra 2009 relativa a junho, que aponta uma estimativa de 133,3 milhões de toneladas. O volume esperado pelo instituto é 1,2% inferior ao informado na previsão de maio (135 milhões de toneladas) e 8,7% menor do que a safra anterior, que atingiu 146 milhões de toneladas. Segundo o documento de divulgação do Levantamento Sistemático da Safra Agrícola (LSPA), “a redução frente ao mês passado resulta especialmente das perdas ocorridas com o milho safrinha no Paraná e de reavaliações nas estimativas do arroz, feijão e soja”.

No LSPA de junho destacam-se as variações de estimativa, na comparação com maio, de seis produtos: trigo em grão (+0,3%), cana-de-açúcar (+0,2%), milho em grão total (-2,2%), arroz em casca (-1,4%), feijão em grão total (-0,7%) e soja em grão (-0,6%).

Na comparação com a safra do ano passado, as três principais culturas, que respondem por 81,5% da área plantada, apresentam as seguintes variações de área: soja (+2,1%), milho (-4,3%) e arroz (+1,4%). Quanto à produção destes três produtos, apenas o arroz registra variação positiva (+ 4,3%). Já para a soja e o milho, a previsão é de retração da produção em 5,1% e 15,7%, respectivamente. A área total a ser colhida na safra atual é de 47,2 milhões de hectares.

Ainda de acordo com o IBGE, a safra esperada para 2009 tem a seguinte distribuição regional: Região Sul, 53,2 milhões de toneladas (-13,3% ante o ano anterior); Centro-Oeste, 47,4 milhões de toneladas (-6,7%); Sudeste, 16,9 milhões de toneladas (-3,9%); Nordeste, 12,1 milhões de toneladas (-2,8%) e Norte, 3,7 milhões de toneladas (-1,7%).