A previsão de crescimento de apenas 0,1% na produção de soja na safra 2008, em relação à safra anterior, poderá ser revisada para cima no próximo prognóstico da produção agrícola do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), observou o gerente substituto do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), Paulo Monassa.

Ele explicou que o prognóstico divulgado pelo IBGE foi alimentado por perspectivas pessimistas de produtores do Rio Grande do Sul, que esperavam que o fenômeno climático La Niña prejudicasse a safra local de soja. No entanto, segundo ele, os efeitos do La Niña parecem menores do que se esperava, o que deverá levar, já no próximo mês, a uma revisão para cima na projeção de queda de 17,4% na safra gaúcha de soja.

Segundo a atual previsão do IBGE, sem contar com a melhoria das condições no Rio Grande do Sul, a safra de soja em 2008 em todo o País deverá atingir 58,3 milhões de toneladas. O instituto estima que a participação da safra da matéria-prima agrícola no total da produção da agricultura brasileira vai recuar de 43,8% em 2007 para 42,7% em 2008.

A região Sul responde por 36% do total de soja produzido no Brasil. A maior parte da produção está no Centro-Oeste (47%) e no Sudeste e Nordeste (ambas as regiões com 7%).