enkontra.com
Fechar busca

Economia

Herbicida liberado para cultura do trigo

  • Por Redação O Estado Do Paraná

O governo federal atendeu em tempo recorde à solicitação do vice-governador e secretário da Agricultura, Orlando Pessuti, liberando a comercialização do herbicida pós-emergente TOPIK 240 EC, para o controle da rebrota de aveia preta nas áreas destinadas ao plantio de trigo em todo o País. Único a apresentar o princípio ativo clodinafop-propargyl, o produto era trazido de forma irregular da Argentina ou Paraguai, o que resultou em apreensão de cargas ilegais pelo Departamento de Fiscalização da Secretaria da Agricultura, no passado.

Testes realizados no Centro Nacional de Pesquisa do Trigo da Embrapa, sediado em Passo Fundo (RS), comprovaram a eficiência do herbicida. Amparado nesses resultados, o secretário Pessuti solicitou a liberação do TOPIK ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento em caráter emergencial para a safra 2003, iniciada oficialmente no último dia 11 na região Norte do Paraná. O pedido foi feito em função dos danos econômicos já causados pela disseminação da aveia preta nas lavouras de trigo de todo o País. “Infelizmente as alternativas disponíveis no mercado controlam apenas a aveia branca e o Brasil é importador do trigo argentino, onde o produto está registrado e é utilizado”, lembrou Pessuti.

Estimativas apontam que cerca de 2 milhões de hectares no Rio Grande do Sul e 300 mil no Paraná já apresentam, potencialmente, aveia preta como erva daninha ao trigo, com grande facilidade de infestação para outras áreas. O Estado, maior produtor nacional de trigo, deve plantar nesta safra 1 milhão 150 mil hectares, e a previsão de colheita, a partir de agosto, é de 2 milhões e 600 mil toneladas. Por outro lado, apenas 850 mil toneladas ficam no Paraná, que exporta o excedente para outros estados.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas