O grupo Alto Alegre – com unidades industriais em Colorado (PR) e Presidente Prudente (SP) – anunciou a intenção de implantar uma terceira unidade produtora de álcool e açúcar em um município ainda não definido, mas dentro de sua área de atuação atual. O anúncio entusiasmou os prefeitos que participaram da reunião em que foi anunciada a intenção do investimento. De acordo com o diretor industrial da Unidade Junqueira da Usina Alto Alegre, em Colorado, Cidisnei Gil Miguel, o grupo deve investir entre 100 milhões e 150 milhões de dólares para viabilizar a nova usina.

Para anunciar o plano, a Alto Alegre reuniu os prefeitos desses municípios na unidade de Colorado. Segundo os diretores, a nova usina deve surgir no mesmo formato e capacidade produtiva da Junqueira. O plantio da nova roça de cana-de-açúcar aconteceria a partir de 2006, numa área de 10 mil a 12 mil alqueires. Depois de cinco anos o plantio pode ocupar 20 mil alqueires de terra. A nova usina deve moer 2 milhões de toneladas nos próximos 10 anos, saltando para 4 milhões depois desse período. A primeira moagem para fabricação de álcool e açúcar aconteceria em junho de 2008.

Os municípios representados na reunião foram Colorado, Santo Inácio, Santa Inês, Itaguajé, Paranapoema, Cafeara, Lupionópolis, Jardim Olinda e Centenário do Sul, do Paraná. Do Estado de São Paulo participaram Pirapozinho, Estrela do Norte, Sandovalina e Mirante do Paranapanema.

Para aguçar ainda mais a visão dos municípios, o prefeito de Colorado, Marcos Mello (PDT), explicou que a arrecadação municipal de impostos da unidade Floresta da Usina Alto Alegre é maior que o repasse do FPM ao município. Entre os critérios de escolha para a implantação da nova unidade está a área com maior concentração de terras disponíveis para arrendamento e oferta de infra-estrutura (água, energia, topografia).

O grupo conta hoje com a unidade Floresta, em Presidente Prudente-SP, e a unidade de Colorado. A usina do Paraná é a maior fornecedora de açúcar para o Sul do País e segunda maior vendedora de açúcar cristal no País. A Alto Alegre é a quinta maior usina do Brasil. O grupo emprega cerca de 21 mil pessoas direta e indiretamente. A usina paga cerca de R$ 75 milhões em salários por ano para seus funcionários. O grupo recolhe aproximadamente R$ 80 milhões em impostos sobre vendas ao ano.

Centro-Sul já moeu entre 15 e 15,5 milhões/t

Dados preliminares apontam que o Centro-Sul do Brasil processou entre 15 milhões e 15,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na safra 2005/2006 em abril, durante a antecipação da safra que começou oficialmente em 1.º de maio. Os dados fazem parte dos relatórios das usinas enviadas mensalmente ao governo federal e às entidades e consultorias do setor sucroalcooleiro.

Do total processado, foram produzidos entre 570 milhões e 600 milhões de litros de álcool, dentro da expectativa do setor antes da safra. Do volume do combustível produzido, entre 400 milhões e 420 milhões de litros foram de hidratado e entre 170 milhões e 180 milhões foram de anidro. Com isso, o estoque de passagem do álcool ficou em cerca de 830 milhões de litros e seria de apenas 230 milhões se não houvesse a produção antecipada.

?Isso mostra que a decisão do setor de iniciar a safra antes foi acertada?, disse Luiz Carlos Corrêa Carvalho, presidente da Câmara Setorial do Açúcar e do Álcool. Ainda em abril, foram comercializados 1,06 bilhão de litros de álcool, 111 milhões para exportação e o restante para o mercado interno. Já a produção de açúcar antecipada ficou entre 715 mil e 750 mil toneladas até 1.º de maio.