As atividades na Petrobras estão normais, mesmo com a greve iniciada por petroleiros de oito Estados, sob o comando da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP). Em nota oficial, a empresa informou que “não há qualquer prejuízo à produção ou ao abastecimento do mercado.” A paralisação foi iniciada à meia-noite desta quinta-feira, 29, em resposta à reunião realizada com a empresa ontem.

Os sindicalistas acusam a Petrobras de não atender às reivindicações contrárias ao programa de venda de ativos e também de reajuste que compense, ao menos, a inflação. Hoje, a petroleira informou ter proposto reajuste de 8,11% nas tabelas salariais.

“A apresentação de uma nova proposta econômica, além do atendimento ao pleito de incluir representantes de empresas do Sistema Petrobras na mesa negociação, demonstra a disposição da companhia em dialogar abertamente com as entidades sindicais”, esclarece o comunicado.