O ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, reiterou a opinião de Berlim de que o governo da Grécia precisará de mais um programa de financiamento quando o resgate atual expirar, no fim deste mês. “Se a Grécia quer trabalhar conosco, eles precisam de um programa”, disse Schäuble em entrevista durante o encontro do G-20 em Istambul, na Turquia.

Caso entre em outro programa de financiamento, a Grécia provavelmente precisará implementar reformas impopulares no país e se submeter a um regime de supervisão da troica que o novo governo, liderado pelo primeiro-ministro Alexis Tsipras, tem rejeitado.

“Não vamos forçar ninguém a entrar em um programa”, afirmou Schäuble, observando que não sabe como os mercados financeiros vão reagir caso a Grécia receba mais ajuda. Mas “sem um programa será difícil para a Grécia”, reforçou o ministro alemão. Fonte: Dow Jones Newswires.