O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que o governo desenvolverá nos próximos dias uma agenda estruturante, com medidas para a economia no médio prazo a serem apresentadas ao Congresso Nacional. As medidas foram discutidas com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e outros senadores em reunião realizada nesta segunda-feira, 10.

Os senadores pressionam por uma agenda “pós-ajuste”, mas sinalizaram a votação do projeto que reduz a desoneração da folha de pagamentos. “Tenho a avaliação de que deve ser encontrado o encaminhamento para a desoneração. Vamos ver”, disse Levy, ao deixar a residência do presidente do Senado.

Levy disse que tem havido uma convergência para encontrar uma pauta que mostre para onde o Brasil quer ir. “O presidente Renan e os senadores deram indicações de que estão preparando as condições para entrarmos nessa nova fase. Estamos aproveitando coisas que já estávamos fazendo para entrar nessa agenda mais formal”, acrescentou Levy.