O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, citou hoje o potencial de vendas de tablets, notebooks e produtos ligados à rede de comunicações e informou que nos próximos dias o governo vai lançar o regime especial de tributação para a construção de redes de comunicação para desenvolver a infraestrutura nesse setor.

Esse regime de tributação está sendo negociado com o ministério da Fazenda, segundo Bernardo, e vai desonerar o PIS e o Cofins, com incentivos para produtos com maior conteúdo nacional. “Diferente do que acontece nas economias dos Estados Unidos e da Europa, o Brasil tem um mercado com potencial muito grande”, disse o ministro. “Aqui nós temos uma internet que ainda é efetivamente escassa e, na minha opinião, deixa a desejar em termos de qualidade”, afirmou. Segundo ele, se o governo melhorar a oferta de serviço e o preço, isso vai ajudar alavancar a venda de smartphones e outros produtos.

Bernardo avaliou que as ações de política econômica adotas recentemente pelo governo melhoram as condições de enfrentamento da crise internacional. Em rápida entrevista, antes de participar, em Brasília, do seminário sobre políticas públicas para a nova classe média, organizado pela Secretaria de Assuntos Estratégicos, o ministro das Comunicações destacou que o Brasil, ao contrário dos Estados Unidos e da Europa tem um potencial de crescimento do consumo interno.