Londrina (AE) – O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão abrirá hoje, às 10h, em Brasília, as propostas dos interessados em administrar, por um período de 20 anos, um dos mais clássicos e bem localizados hotéis brasileiros, o Hotel das Cataratas, localizado a poucos metros das Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu (PR). O contrato com o atual arrendatário, o Tropical Hotels & Resorts, do grupo Varig, está vencido desde agosto de 2005. O hotel pertence à União.

Segundo a Secretaria do Patrimônio da União (SPU), há oito grupos interessados. Vencerá o que, além de cumprir as exigências do edital, apresentar a melhor oferta, que prevê, no mínimo, R$ 25 milhões em investimentos na infra-estrutura do hotel e do Parque Nacional do Iguaçu, e o pagamento de um aluguel mensal a partir de R$ 428 mil, que será repassado, em partes iguais, para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e SPU.

As empresas habilitadas para a licitação são a Tropical, representada pelas coligadas Tropical Hotéis & Resort e Tropical Hotelaria; a rede Oriente Express, por intermédio do Grupo São Mateus; o Grupo Pestana, de Portugal, representado pela Brasturinvest; a rede espanhola Posadas; a Accor Brasil; e os Serviços Social do Comércio (Sesc) e Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Depois de vários adiamentos, a licitação do Hotel das Cataratas, prevista, inicialmente, para junho, foi suspensa pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que alegou ?vícios e ilegalidades? no primeiro edital. O vencedor deverá fazer reformas no hotel, mas não poderá ampliar o número de leitos nem a área construída.

O Hotel das Cataratas foi destruído pelo fogo em 1950. A estrutura atual é de 1959. Ele hospedou celebridades como a princesa Diana e o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton.