O Google repete no marketing a retumbante ascensão vivida na internet. A marca vale hoje US$ 17,8 bilhões, 44% mais que em 2006, ano em que já havia registrado um crescimento semelhante. Segundo pesquisa das 100 marcas mais valiosas do mundo da consultoria Interbrand, a empresa criada por Larry Page e Sergey Brin há menos de uma década foi a que mais se valorizou em 2007.

O Google subiu quatro degraus no ranking e agora aparece na vigésima posição. A rede espanhola de varejo Zara, que registrou o segundo melhor resultado (22% de crescimento) da pesquisa, é a 64ª da lista, com uma marca avaliada em US$ 5,1 bilhões. Apple, Nintendo e Starbucks foram as outras emergentes da pesquisa.

No topo do ranking, não houve quase nenhuma novidade. Coca-Cola, Microsoft, IBM e GE permanecem entre as quatro mais bem colocadas. A surpresa entre as gigantes foi a melhora da pontuação do McDonald’s. Apesar da patrulha ao fast-food, a marca teve uma valorização de 7% no último ano.

A pesquisa é um retrato rico do mundo dos negócios. Em geral, o ranking reflete bem a saúde financeira e o acerto das estratégias das companhias. "As empresas que mais perderam valor no último ano (Ford, Gap, Kodak, Pizza Hut e Motorola) foram justamente aquelas que precisam se reinventar", acredita Alejandro Pinedo, diretor-geral da Interbrand Brasil.