O secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, criticou duramente a agência de classificação de risco Standard & Poor’s pelo rebaixamento dos EUA e disse que os títulos do Tesouro (Treasuries) continuam sendo um ativo seguro para investimentos.

“A S&P tem mostrado um terrível julgamento e tem agido de forma muito ruim”, disse Geithner, em uma entrevista à rede NBC ontem à noite. “Eles têm mostrado uma surpreendente falta de conhecimento sobre a matemática básica do orçamento fiscal dos EUA. E eu acho que eles tiraram uma conclusão errada do acordo sobre o orçamento”, acrescentou.

Na sexta-feira à noite, a S&P cortou o rating de dívida do governo dos EUA dizendo que o acordo para o orçamento fechado na semana passada não atendeu às expectativas da agência sobre o que é necessário para colocar o país de volta no caminho da saúde fiscal.

Geithner também afirmou que uma dupla recessão é improvável, mas observou que o governo está procurando meios para melhorar os incentivos a investimentos e fortalecer a infraestrutura do país. “Nós temos muito espaço para agir e fazer coisas que ajudariam a tornar essa economia ainda mais forte no curto prazo”, declarou. “É nossa responsabilidade fazer isso.”

Geithner disse ainda que a Europa precisa aumentar o tamanho do fundo de resgate, a Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês), para evitar que a crise de dívida soberana ameace engolir duas das maiores economias do bloco – Itália e Espanha – e colocar a economia global de novo em recessão. As informações são da Dow Jones.