A carteira consolidada dos fundos de pensão teve em abril rentabilidade de 1,98%, de acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp), nesta segunda-feira, 10. Com isso, a rentabilidade acumulada nos primeiros quatro meses do ano somou 5,30%.

Ainda de acordo com os números divulgados hoje, a rentabilidade das entidades fechadas de previdência complementar somou 3,25% no consolidado do primeiro trimestre do ano.

A participação de títulos públicos na carteira das fundações cresceu de 12,4% no fim do ano passado para 13,1% em abril. No outro sentido, a fatia de investimentos em renda variável, que eram de 24,7% da carteira no fim de dezembro, caiu para 24,3% em abril deste ano.

“A Renda Fixa, que representa 64,9% dos ativos, proporcionou retorno de 5,52%, enquanto a Renda Variável, que fechou o mês com alocação de 24,3% dos recursos e rentabilizou 6,24% até abril, teve o melhor retorno dentre os segmentos”, de acordo com o consolidado estatístico da entidade.

Os ativos totais dos fundos de pensão somavam R$ 729 bilhões ao fim de abril, o equivalente a 13% do PIB. Em 2014, essa fatia era de 12,7% do PIB.