Funcionários da fábrica Bosch, em Curitiba, reuniram-se na manhã desta quarta-feira com representantes do Sindicato dos Metalúrgicos para discutir sobre a ausência de informações sobre a Participação dos Resultados e Lucros (PRL).

O vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Nelson da Silva, disse que as montadoras de São Paulo marcaram o pagamento da primeira parcela, cerca de R$ 9 mil, para junho, enquanto que em Curitiba nada foi passado aos funcionários.

Desde o início da manhã, sindicato e funcionários se concentram no portão principal da empresa pedindo esclarecimento da Bosch. Eles querem que seja pago, no mínimo, 80% do valor e que seja definida uma data para o pagamento.