O ministro de Finanças da França, Pierre Moscovici, disse que os Estados da União Europeia deveriam organizar melhor seus esforços contra a evasão fiscal, afirmou o diário francês Le Figaro em seu site.

Ele declarou que a França é a favor de uma troca automática de informações bancárias na UE, modelada a partir da Lei de Cumprimento de Impostos por Contas Estrangeiras (Fatca) dos EUA. A lei dos EUA requer que bancos e outras instituições financeiras estrangeiros informem com detalhes ao governo dos EUA sobre contas de cidadãos norte-americanos.

A mais recente posição da França foi declarada após o escândalo envolvendo o ex-ministro do Orçamento Jerome Cahuzac. Ele foi acusado de fraude fiscal depois de admitir possuir uma conta bancária estrangeira não declarada contendo cerca de 600 mil euros (US$ 770 mil). As informações são da Dow Jones.