A Força Sindical comemorou a decisão do presidente Lula de sancionar o reajuste de 7,7% para os aposentados que ganham benefícios acima de um salário mínimo e afirmou, em nota distribuída à imprensa, que a decisão é uma “clara demonstração de sensibilidade social para todos aqueles trabalhadores que dedicaram uma grande parcela de suas vidas na construção deste País”. “O aumento é uma conquista do movimento sindical e uma derrota para os tecnocratas de alguns setores do governo que desejavam um reajuste bem menor”, diz a nota.

A entidade lembra que o reajuste é oriundo da emenda do deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, que aumenta as aposentadorias pela soma de 80% do PIB mais a inflação, resultando em 7,7%.

“Com o veto ao fim do fator previdenciário, a Força Sindical irá sugerir ao governo a instalação de uma Comissão Especial para discutir mecanismos que venham a substituir o atual fator, que consideramos uma perversidade para os trabalhadores brasileiros”, diz a nota.