Depois de apresentarem baixas menores que as do final de abril no começo de maio, os preços dos combustíveis mostraram ampliação no movimento de queda na segunda metade do mês nos postos da capital paulista. De acordo com levantamento realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) por meio do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), o valor médio do álcool caiu 4,52% na terceira quadrissemana do mês (últimos 30 dias encerrados em 23 de maio), enquanto o da gasolina apresentou recuo de 0,51%.

Na segunda quadrissemana do mês (30 dias terminados em 15 de maio), o preço do álcool havia diminuído 2,74% ante queda de 4,20% na primeira leitura do mês, referente aos 30 dias encerrados em 7 de maio, e ante uma baixa de 11,16% observada no fechamento de abril. A gasolina, por sua vez, fechou o mês passado com uma redução de 1,09%, apresentou declínio de 0,58% na primeira quadrissemana de maio e mostrou queda de 0,49% na segunda medição do mesmo mês.

A retomada na ampliação do declínio de preços nos combustíveis foi importante para que o grupo Transportes mudasse do terreno positivo para o negativo entre a segunda e terceira quadrissemana de maio. No período, o grupo passou de uma leve alta de 0,02% para uma ligeira baixa de 0,03%, ajudando na composição do IPC, que passou de 0,46% para 0,35%.