Os financiamentos de veículos no Brasil em novembro somaram 538.860 unidades, sendo 268.906 novos e 269.954 usados, segundo dados do Sistema Nacional de Gravames (SNG), operado pela Cetip. O volume representa uma queda de 6,9% em relação a outubro e retração de 2% na comparação com novembro de 2013. No acumulado do ano, foram financiados 5,768 milhões de motos e veículos leves e pesados, baixa de 5,9% ante igual período de 2013.

A queda em novembro pode ser atribuída à menor quantidade de dias úteis. “A média financiada de automóveis leves novos por dia útil cresceu 10% em novembro, na comparação mensal, enquanto os financiamentos de autos leves usados avançaram 5,3%”, disse Marcus Lavorato, gerente de Relações Institucionais da Unidade de Financiamento da Cetip. Apesar do crescimento da média de financiamentos por dias úteis em novembro, no acumulado dos onze primeiros meses do ano, a queda acumulada dos financiamentos de veículos é de 10,6% para unidades novas e de 0,5% para usadas.

Na análise por categoria, os dados de novembro mostram ainda que os financiamentos de automóveis leves novos e usados caíram 6,8% ante outubro e 1,6% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Entre as motos, as retrações foram de 14,7% e 11,5% nas mesmas bases comparativas, respectivamente. No caso de veículos pesados, por outro lado, houve expansão de 12% na margem e de 18,7% na base interanual.

No mês passado, o Crédito Direto ao Consumidor (CDC) permaneceu como forma de financiamento preferida dos consumidores, representando 84,7% dos financiamentos. O consórcio aparece em segundo lugar 12,1% do total, seguido por Leasing (1,4%) e por outras modalidades (1,8%). O prazo médio se manteve praticamente estável em novembro para os automóveis leves usados.