A piora nas condições da economia global pode conduzir à suspensão de novas elevações na taxa básica de juros (Selic), ou a um período mais curto de aumento de juros, nas palavras do coordenador de Análises Econômicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Salomão Quadros. Isso porque os sinais de desaquecimento da economia mundial podem trazer alívio temporário à inflação no mercado doméstico, na avaliação do especialista.

Para ele, não é impossível uma onda de desacelerações de preços no mercado doméstico brasileiro, originada do cenário desaquecido e de menor demanda no exterior. “O Banco Central (BC), em sua estratégia de combate à inflação, pode ser que tenha tido uma ajuda com o atual cenário da economia mundial”, disse. “Mas é importante lembrar que esta situação é muito acidental. É um ganho providencial, mas não é resultado de sucesso completo da política monetária”, completou.