A deflação perdeu força no âmbito do Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S). O indicador caiu 0,01% até a quadrissemana encerrada em 7 de agosto, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV). No IPC-S anterior, de até 31 de julho, o indicador caiu 0,04%. A queda mais fraca foi influenciada por cinco das sete classes de despesa componentes do índice, que apresentaram acréscimos em suas taxas de variação de preços, entre a última quadrissemana de julho e a primeira quadrissemana de agosto, segundo a FGV.