A Caixa Econômica Federal facilitou a liberação do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para a compra de imóveis em construção. A partir de agora, o saldo do FGTS do trabalhador também poderá ser usado para abater até 80% do valor das 12 prestações correspondentes à entrada. Essas prestações geralmente são pagas durante a fase de construção do imóvel.

Até então, o FGTS só podia ser utilizado como poupança própria do interessado na compra do imóvel. Mas não podia ser usado como entrada.

Além disso, a Caixa também facilitou as regras para o construtor de imóveis na planta com recursos do FGTS. O banco não vai mais exigir das construtoras a hipoteca (garantia) das unidades não financiadas para liberação do FGTS.

Segundo a Caixa, essa medida diminui os custos operacionais das construtoras, já que elimina as despesas cartoriais referentes à hipoteca dessas unidades ainda não vendidas.