Marco Charneski
Paraná já conta 159.264 unidades do Minha Casa, Minha Vida.

O 9.º Feirão Caixa da Casa Própria vai ofertar também imóveis na faixa de até R$ 170 mil em Curitiba, valor que se enquadra no programa Minha Casa, Minha Vida. Para a região metropolitana, o valor previsto é de até R$ 145 mil. Em todo o estado, o programa já chegou a 159.264 unidades contratadas, o que corresponde ao volume de recursos de R$ 11, 2 bi. Com um volume tão grande de financiamentos, é comum que apareçam problemas de construção em alguns imóveis. No Conjunto Boa Esperança III, no Tatuquara, por exemplo, os moradores reclamaram de canos entupidos, vazamentos e rachaduras.

Para fazer frente a este problema, a Caixa criou o 0800-7216268, um canal para que o mutuário relate a ocorrência de problemas em imóveis.

“O posicionamento da Caixa é ao lado do nosso cliente. Nós temos uma relação que inicia-se quando pessoa compra o imóvel e se estende por 17 anos e até 30 anos em muitos casos”, diz João Carlos Devita, coordenador do feirão. Além disso, ele garante que o mutuário que tiver problema em seu imóvel pode se dirigir à qualquer agência da Caixa e fazer a reclamação. “Nós podemos pedir que a nossa área de engenharia verifique o problema se for necessário e conversar com a construtora, que terá um prazo de solução”, assegurou.

Para se candidatar às unidades do programa Minha Casa, Minha Vida o candidato deve ter renda mensal familiar bruta de até R$ 5mil; não possuir financiamento habitacional ativo no país; não ter imóvel na cidade onde mora ou trabalha e limítrofes; não ser titular de imóvel do Programa de Arrendamento Residencial – PAR, mesmo que tenha desistido e não ter sido beneficiado com descontos/subsídios do FGTS ou da União a qualquer tempo.