O Paraná será sede do primeiro Encontro de Comércio Exterior do Mercosul (Encomex). Empresários dos países formadores do bloco – Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai – e da Venezuela terão a oportunidade de parcerias, rodadas de negócios e transferência de tecnologias. O evento está previsto para 16 e 17 de setembro, em Foz do Iguaçu, e o lançamento oficial será na próxima quarta-feira (2), no auditório da Fiep, em Curitiba.

Segundo o secretário estadual da Indústria, do Comércio e Assuntos do Mercosul, Virgílio Moreira Filho, o evento vai aproximar pequenas e médias empresas com o mercado latino-americano, ampliando suas atuações para nível internacional. “É a chance para novos negócios nas áreas do agronegócio, cooperativismo, inclusão digital, além de ponto de informações sobre financiamentos voltados ao comércio exterior”, adiantou Virgílio.

Haverá encontro de negócios, realizado no âmbito do programa Al-Invest IV, financiado pela Comissão Européia e direcionado às pequenas e médias empresas dos setores de alimentos, metal-mecânico e têxtil. No Brasil, o programa visa fortalecer a competitividade das empresas para atuar no mercado internacional, por meio de capacitação, assistência técnica e tecnológica, promoção comercial e inteligência.

Empresas

As inscrições são gratuitas e já estão abertas. As empresas interessadas em participar do Encomex Mercosul devem realizar sua pré-inscrição no site: www.encomex.desenvolvimento.gov.br/mercosul

De acordo com Fabiana Moser, coordenadora estadual de Assuntos Internacionais e do Mercosul, também será o momento para engajar o setor público e privado dos países participantes no desenvolvimento de soluções e de mecanismos de exportação e importação. Serão realizados seminários, painéis e oficinas.

Outro destaque será o Caminho da Exportação, onde será realizado o programa “Encontro com Tradings”. Ali pequenas e médias empresas brasileiras podem negociar diretamente com empresas de comércio exterior brasileiras, criando um ambiente de negócios propício à internacionalização do potencial exportador e à ampliação dos negócios para aqueles que atuam no comércio internacional.

Em conjunto às instituições e empresas, estará o Espaço do Exportador, um amplo espaço para ser percorrido onde há banners explicativos do passo a passo da exportação, e monitores touchscreen para acesso a informações setorizadas.