As companhias japonesas cortaram suas projeções para a inflação nos próximos três anos no trimestre até junho, segundo uma pesquisa divulgada pelo Banco do Japão (BoJ). Os resultados mostram o ceticismo entre as empresas sobre a capacidade do banco central de atingir sua meta de 2% de inflação no país.

As companhias disseram que os preços ao consumidor devem subir a um ritmo de 1,5% ao ano, nos próximos três anos, abaixo da projeção de 1,6% do trimestre anterior. O dado é a projeção mais baixa para a inflação nos próximos três anos desde o lançamento dessa pesquisa sobre expectativa de preços, em março de 2014.

A mais recente pesquisa do BoJ, com mais de 11 mil companhias japonesas, mostrou que elas esperam que os preços ao consumidor acelerem para 1,4% no próximo ano e avancem para 1,6% ao ano em cinco anos – nesse caso, as duas projeções ficaram inalteradas na comparação com o levantamento de março.

As projeções de preços das empresas recuaram desde o início da pesquisa apesar dos esforços do BoJ para elevar as expectativas de preços. O BoJ espera que as expectativas de inflação se acelerem, em resposta às agressivas medidas de afrouxamento monetário, ajudando a levar a inflação a 2% no próximo ano. Fonte: Dow Jones Newswires.