Os 1.200 empresários da Indústria da Construção e do Mercado Imobiliário, reunidos no 77.º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), realizado em Gramado, no Rio Grande do Sul, representados pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e por 68 entidades a ela filiadas, decidiram fazer à nação o seguinte manifesto:

?Diante da gravidade da crise política, que já começa a afetar a economia e paralisar o País, esperamos e confiamos que os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário cumpram, rigorosamente, com a urgência possível, o dever de investigar os fatos denunciados e seus desdobramentos, identificando e punindo os responsáveis, na forma da lei, respeitando os princípios do estado democrático de direito.

Enquanto se processam as investigações, entendemos fundamental que o governo federal e o Congresso desempenhem suas regulares funções constitucionais, tendo em vista os malefícios que a letargia administrativa está causando à sociedade brasileira.

Defendemos a imediata adoção de medidas que ampliem os investimentos necessários ao desenvolvimento do País, mediante a eliminação dos gastos públicos espúrios, inúteis ou injustos.

Acreditamos que as condições macroeconômicas já permitem reduzir, substancialmente, as taxas básicas de juros estabelecidas pelo governo, sem comprometer o controle da inflação.

Todavia, consideramos que a mudança que permitirá evitar a repetição de idênticas e cíclicas crises futuras e propiciar o desenvolvimento sustentável do País é a aprovação de pelo menos três reformas estruturais na Constituição: a reforma político-partidária, a reforma fiscal e tributária – vinculada a um novo pacto federativo – e a reforma da Previdência.

Entendemos que a única maneira de se aprovar essas reformas, com a qualidade, isenção e amplitude que o País necessita, é por meio da convocação de uma Assembléia Nacional Constituinte exclusiva, com abrangência limitada a temas a serem definidos.?

O documento é assinado pelo presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção – CBIC – Paulo Safady Simão.