Foto: Arquivo

Londrina: 9.497 empregos gerados ano passado.

O número de empregos gerados na Região Metropolitana de Londrina alcançou 9.497, em 2007, o que representa aumento de 121,9%, em relação a 2006, quando 4.279 pessoas conseguiram uma vaga no mercado formal de trabalho. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego (Caged).

Para o Secretário do Trabalho, Emprego e Promoção Social, Nélson Garcia, a abertura de novas vagas é reflexo de ações do governo do Estado.

A indústria de transformação foi o setor que mais contribuiu com a geração de empregos na Região Metropolitana de Londrina. O crescimento alcançou 502,5%, com os 3.597 novos postos de trabalho, criados no ano passado. A mão-de-obra que ingressou no mercado em 2006 chegou a 597 trabalhadores.

O número de contratados na construção civil, em 2006, foi de 86 trabalhadores. Em 2007, foram inseridas 516 pessoas no mercado formal de trabalho, o que proporcionou um aumento de 500%. No setor de serviços foram gerados 2.354 novos empregos em 2007. O resultado é 57,9% maior que em 2006, quando 1.491 trabalhadores foram colocados.

Comércio

O crescimento no aumento de empregos gerados também recebeu contribuição do comércio. O aumento foi de 12,4% na comparação entre 2006, com 2.293 colocações e 2007 que alcançou 2.577 trabalhadores inseridos.

Do total das 9.497 contratações realizadas em 2007 na RML, 5.991 são do município de Londrina. Em Rolândia, foram preenchidas 1.785 vagas no mercado, seguido pelo município de Cambé, que alocou 996 novos trabalhadores.

Os dados do Caged apontam também que o salário médio dos contratados na Região Metropolitana de Londrina, durante os meses de janeiro a dezembro de 2007, alcançou R$ 542,00.