Em nota divulgada na tarde desta segunda-feira, 9, a Construtora Queiroz Galvão afirma que a empresa “não acumula ações judiciais no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e também não tem títulos protestados e nem mesmo executados, conforme pesquisa processual no TJ-SP”. “A Construtora Queiroz Galvão reitera que apresenta resultados financeiros sólidos com situação de caixa que supera em muito sua dívida de curto e médio prazos e todos seus projetos e obras seguem o cronograma previsto.”

A reportagem “Construtoras da Lava Jato enfrentam enxurrada de ações”, publicada hoje pelo jornal O Estado de S. Paulo, considerou todas as ações envolvendo o Grupo Queiroz Galvão. No total, há 24 ações referentes a vários tipos de contestação contra empresas do grupo da área de empreendimentos imobiliários. A ação de execução de título não é do Tribunal de Justiça de São Paulo, mas do Rio de Janeiro e envolve a Queiroz Galvão Iesa Plangás.