O empresário Eike Batista amargou queda de 93 posições no ranking 2013 de bilionários da revista norte-americana Forbes, passando do 7º para o 100º lugar na lista divulgada nesta segunda-feira. Sua fortuna encolheu US$ 19,4 bilhões no ano passado, o equivalente a cerca de US$ 50 milhões por dia, e terminou o período avaliada em US 10,6 bilhões. De acordo com a Forbes, essa foi a maior perda do ano entre os bilionários. O empresário mexicano Carlos Slim se manteve como o mais rico do mundo, com fortuna avaliada em US$ 73 bilhões.

Entre os brasileiros, Eike Batista passou para o quinto lugar. Jorge Paulo Lemann, com fortuna de US$ 17,8 bilhões, é o mais rico brasileiro atualmente e o 33º na lista. Entre os investimentos de Lemann estão a rede de fast-food Burger King, a marca Heinz, e a Anheuser-Busch InBev, maior cervejaria do mundo. Na sequência aparecem o banqueiro Joseph Safra, 46º na lista (US$ 15,9 bilhões), o empresário Antônio Ermírio de Moraes, 74º (US$ 127 bilhões) e, do Grupo Camargo Corrêa, Dirce Navarro Camargo tem uma fortuna estimada em US$ 11,5 bilhões e está na 87ª posição.

Aparecem ainda na lista o empresário Silvio Santos, que teve a sua estreia na lista Forbes neste ano. Apresentador e proprietário do SBT, ele tem fortuna de US$ 1,3 bilhão. No mundo, está na posição 1.107 do ranking. Dentre os brasileiros, Silvio Santos aparece na 36ª posição. O cofundador do Facebook, Eduardo Saverin, é o brasileiro mais jovem da lista, com 30 anos de idade e US$ 2,2 bilhões. Edir Macedo, da Igreja Universal, também aparece na lista, no 1.268º lugar, com fortuna de US$ 1,1 bilhão.

Nesta 27ª edição do ranking, o cofundador da Microsoft Bill Gates aparece na segunda posição com US$ 67 bilhões. No terceiro lugar, o espanhol Amâncio Ortega – dono da marca Zara – aparece como o maior “vencedor” do ano, ao somar US$ 19,5 bilhões à sua fortuna e fechar o ano com US$ 57 bilhões.

O ranking 2013 de bilionários da Forbes listou 1.425 nomes com fortuna agregada de US$ 5,4 trilhões. Em 2012, eram US$ 4,6 trilhões. Os Estados Unidos lideram o ranking com 442 bilionários, seguido pela região da Ásia e Pacífico, com 386. A Europa tem 366, as Américas 129 e o Oriente Médio e África somam 103. De acordo com a Forbes, a lista foi fechada no dia 14 de fevereiro.