A Egan-Jones, a quarta maior agência de classificação de risco dos Estados Unidos, anunciou hoje que rebaixou o rating soberano da Alemanha para A, de A+, com perspectiva negativa.

A agência afirmou em um comunicado sobre a decisão que, “embora as métricas de crédito da Alemanha sejam respeitáveis, o país tem exposição a seus bancos e aos membros mais fracos da União Europeia”. As informações são da Market News International.