A economia da Rússia não deve voltar a crescer este ano porque ainda se ajusta à queda dos preços de petróleo e as sanções do Ocidente, afirmou hoje o Fundo Monetário Internacional (FMI).

O órgão revisou a perspectiva para o país este ano. Agora, o fundo prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) russo deve contrair 1,5% este ano, ante expectativa anterior de crescimento. Em 2015, o PIB russo caiu 3,7%.

“Um dos principais riscos à economia da Rússia é a queda mais forte do que a esperada para os preços do petróleo, que afetaria o crescimento mesmo que amortecedores existentes tornem a situação manejável do ponto de vista da perspectiva da estabilidade externa”, afirmou o FMI em seu relatório. Fonte: Dow Jones Newswires.