O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou hoje que a economia brasileira vai crescer 5% no ano que vem. Ele afirmou que o País vai conseguir crescer 1% este ano, como está previsto pela equipe econômica. “Vamos chegar ao final do ano com a economia bombando, em ponto de bala. Em 2010, vamos crescer 5%”, disse Bernardo.

O ministro evitou comentar as demissões na Receita Federal e, em relação à polêmica envolvendo as emendas parlamentares, o ministro disse que a liberação ocorrerá de acordo com as possibilidades orçamentárias. Ele lembrou que este é um ano que, por conta da atividade econômica mais baixa e das desonerações feitas pelo governo, as receitas estão caindo e, por isso, há uma restrição maior no Orçamento.

Em relação ao reajuste para os aposentados que ganham acima de uma salário mínimo, o ministro disse que leu sobre o assunto nos jornais e evitou fazer comentários.