O dólar opera em alta no mercado doméstico nesta terça-feira, dia 1º, num movimento que se alinha à valorização da moeda americana ante divisas emergentes ligadas a commodities, além dos juros dos Treasuries e dos índices futuros de Nova York. Os ativos americanos são impulsionados pela melhora da percepção de investidores em relação às negociações comerciais dos Estados Unidos e China. As conversas tarifárias sino-americanas serão retomadas na próxima semana, possivelmente no dia 10 de outubro, em Washington (EUA). As notícias em torno do pedido de impeachment do presidente americano, Donald Trump, também seguem no foco.

Internamente, está no radar a votação da proposta de reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, prevista para começar às 10 horas, e depois no plenário. O humor dos investidores ao longo da sessão deverá depender em parte do resultado dessas votações.

Nos mercados de moedas internacionais, os indicadores industriais e de inflação da zona do euro e também os dados industriais da Alemanha vieram fracos, tirando força do euro. Já no Reino Unido, a libra esterlina reduziu perdas, reagindo ao índice de gerentes de compras (PMI) do setor industrial, que subiu inesperadamente de 47,4 em agosto para 48,3 em setembro, embora ainda siga no campo da contração econômica.

Como o dólar ante o real acumula ganhos de 8,1% no terceiro trimestre encerrado nesta segunda-feira (30) – começou no patamar de R$ 3,84 e terminou com a divisa em R$ 4,15 -, alguns operadores de câmbio não descartam um movimento de venda na sessão para apuração de ganhos, ainda que pontual.

Nesta terça-feira, o Banco Central continua realizando as operações conjugadas de venda à vista de dólares, venda de contratos de swap cambial reverso e venda de contratos de swap cambial tradicional. As operações serão para rolagem dos contratos de swap de dezembro ou troca da posição por moeda à vista.

Às 9h30, o dólar à vista subia 0,34%, aos R$ 4,1687. O dólar futuro de novembro estava em alta de 0,37%, aos R$ 4,1770, neste mesmo horário.