O dólar fechou abaixo de R$ 2 nesta quinta-feira (23), pela primeira vez desde o último dia 14. O dólar comercial, negociado no mercado interbancário, cedeu 1,14% e encerrou com taxa de R$ 1,988. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros, o dólar negociado à vista recuou 1,19%, também a R$ 1,988. Com isso, a alta do dólar comercial em agosto foi reduzida para 5,63%. No ano, a queda acumulada é de 6,93%.

A virada para baixo das bolsas de valores em Nova York e São Paulo à tarde não tirou o dólar do terreno negativo, embora a moeda tenha reduzido as perdas finais. Segundo operadores, houve fluxo comercial positivo hoje.

A inversão de sinal para queda das bolsas em Nova York e São Paulo esta tarde é conseqüência em parte de um movimento de realização de lucros e de outro lado também reflete o esvaziamento das expectativas de corte de juros nos EUA.

Pela manhã, o Banco Central brasileiro informou que as intervenções no mercado de câmbio em julho somaram US$ 7 bilhões e, no acumulado do ano, as compras de dólares somaram US$ 63,9 bilhões. Ontem, o saldo das reservas internacionais caiu US$ 162 milhões, para US$ 160,625 bilhões.