Um dirigente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Makoto Sakurai, pediu por mais cooperação entre o governo e o setor privado na luta contra a deflação, afirmando que não há “varinha mágica” para tirar a economia japonesa da letargia.

A economia do Japão permanece presa em um “certo equilíbrio”, no qual as empresas e os consumidores mantêm um controle apertado sobre as despesas pensando que não há um futuro melhor pela frente, disse Sakurai, em um discurso preparado para líderes locais em Shiga, região central do Japão.

O governo e as companhias têm “grandes papéis para cumprir”, afirmou. O primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe deve pressionar esforços para reestruturar a economia e as empresas precisam aumentar os salários dos trabalhadores, disse Sakurai.

O dirigente declarou que o BoJ deve continuar as grandes compras de dívidas para manter as taxas de juros em níveis desejados, mas não falou sobre perspectivas de estímulos adicionais. Fonte: Dow Jones Newswires.