O sistema financeiro internacional está “à beira do derretimento sistêmico”, disse no sábado (11) o diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, segundo a BBC Brasil.

Ele também criticou o plano apresentado pelos ministros das Finanças do G7, grupo das sete maiores economias do mundo, por ser insuficiente para restaurar a confiança dos mercados.

“As preocupações cada vez maiores em relação à solvência de várias das maiores instituições financeiras européias e americanas empurraram o mundo para a beira do derretimento sistêmico”, disse Kahn.