O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, afirmou que os líderes da zona do euro querem que a Grécia permaneça usando a moeda comum.

Dijsselbloem, que também é ministro das Finanças da Holanda, afirmou que os gregos também querem continuar usando o euro.

“Essa é a meta deles, e ainda é a minha também”, afirmou a jornalistas, quando estava a caminho de uma reunião do gabinete holandês em Haia. “No entanto, teremos de ver como isso vai acontecer.”

Perguntado se ele ainda achava que valeria a pena negociar com os gregos após o plebiscito, Dijsselbloem disse que a situação irá se desenhar nos próximos dias, se Atenas ainda estiver aberta ao diálogo. “Mas não há soluções fáceis”, lembrou.

Dijsselbloem acrescentou que medidas duras ainda são necessárias na Grécia. “E se o governo e a população rejeitarem novamente medidas duras, chegaremos a uma situação muito difícil”, disse ele. Fonte: Associated Press.