São Paulo – Após quatro meses em alta, a taxa geral de desemprego recuou de 16,9% para 16,4% em maio nas seis regiões metropolitanas abordadas na pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócioeconômicos (Dieese) e da Fundação Sistema Estadual Análise de Dados (Seade).

A pesquisa, divulgada nesta quarta-feira (27), reúne dados das regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Salvador, São Paulo e Distrito Federal.

O total estimado de desempregados foi de 3,140 milhões de pessoas, 98 mil a menos que em abril. A queda é fruto da criação de 88 mil empregos. No período, 10 mil pessoas deixaram de integrar a População Economicamente Ativa (PEA), que reúne tanto empregados quanto desempregados do mercado de trabalho.

Em maio, a maior queda foi registrada em São Paulo, passando de 16,3% para 15,5%. No mesmo período do ano passado, a taxa havia ficado em 17%. O contingente de desempregados foi estimado em 1,559 milhão, 87 mil a menos que em abril.