O comércio curitibano registrou crescimento de 6,2% nas vendas à vista com cheques para o Dia dos Pais, dentro da previsão de 6% a 8% de incremento projetados pela Associação Comercial do Paraná (ACP). No período de 5 a 11 de agosto, foram feitas 84.966 consultas ao Videocheque. No ano passado, na semana que antecedeu o Dia dos Pais, foram realizadas 80.042 consultas.

Nas vendas a prazo, no entanto, houve retração de 24%. As consultas ao SCPC (Sistema Central de Proteção ao Crédito) caíram de 72.500, na semana do Dia dos Pais de 2001, para 55.181. Apesar da forte queda no crediário, a ACP considerou os números positivos. “Predominaram as vendas à vista devido ao baixo valor dos presentes”, argumentou o vice-presidente de Serviços da ACP, Élcio Ribeiro. O levantamento da entidade apontou que a média de gastos por presente foi de R$ 30.

“Não se comprou tantos artigos de eletrônica, que alavancam o crediário”, disse Ribeiro, destacando que a antecipação das liquidações de inverno também contribuiu para a menor procura por compras parceladas. Segundo a ACP, os presentes mais comprados foram roupas, acessórios, CDs, livros e celulares.

Shoppings

Nos shoppings da capital, o movimento relacionado ao Dia dos Pais ficou acima das previsões. No Shopping Müeller, os lojistas constataram aumento de 15% em relação às vendas para a comemoração do ano passado. De acordo com o departamento de marketing, esse acréscimo foi influenciado pela liquidação de inverno, com descontos de até 50%, que aconteceu simultaneamente às promoções para o Dia dos Pais. Em algumas lojas, a liquidação continua.

No Shopping Crystal, as vendas dos dez primeiros dias de agosto foram 18% superiores ao mesmo período de 2001, superando as expectativas de incremento de 10% a 12% em relação ao Dia dos Pais. “O que nos ajudou muito foi o sorteio do carro, que acontecerá em primeiro de setembro”, acredita a gerente de marketing, Lylian Vargas. Cada R$ 30 em compras dá direito a um cupom para concorrer ao automóvel. A promoção continua até o final do mês.