A Nippon Steel & Sumitomo Metal Corporation (NSSMC) informou em comunicado que as mudanças no comando da Usiminas, aprovadas na semana passada, foram para “o melhor interesse” da empresa.

Segundo a NSSMC, o processo que determinou a dispensa do presidente da siderúrgica, Julián Eguren, e de dois vice-presidentes está em “conformidade com a legislação brasileira aplicável, o estatuto social e o acordo de acionistas da Usiminas, e a aprovação do conselho de administração é legal e válida”.